sexta-feira, 15 de maio de 2009

nuvem, pássaro, lua...

Uma nuvem passou,
Ao de leve
Sobre a lua.
E um canto de pássaro
Ecoou,
Canto livre e breve
Como essa alma que é tua.

A nuvem seguiu em frente,
Deslizando com o vento.
Vento forte e frio.
E o pássaro calou
De repente,
Calou por um momento.
Pássaro selvagem e luzidio.


A nuvem desapareceu
No mar.
Mar salgado.
Noite amena.
O teu corpo bebeu,
Ao respirar,
O meu suor derramado.
E o pássaro solta uma pena.

Sílvia Gonçalves

2 comentários:

Marta disse...

Gostei....:)))
Bjo

Marta disse...

Olá...
passei pa te dizer que há uma coisita pa ti no meu blog.
Beijo.