terça-feira, 9 de junho de 2009

12ºC



A vida juntou-nos, simplesmente.

Quis que, juntos, formássemos um só.

Fê-lo sem uma razão aparente,

Como se fossemos peças de um dominó.


Ela jogou com cada um de nós

De forma a nos enquadrar,

Num mundo de silêncio e de voz,

Que nunca se iria quebrar.


Silêncios mudos

E vozes expressivas.

Fomos alunos

Das nossas próprias vidas.


Sorrisos nos lábios

E um brilho no olhar,

Fomos ignorantes, fomos sábios

Aprendizes do amar.


Uma vez unidos,

Sempre assim nos mantivemos.

E os momentos vividos

Jamais esqueceremos.


Juntos, fomos terra.

Juntos, fomos mar.

Fomos a alegria que se eleva

Quando o destino quer chorar.


E é assim que vos recordo:

Gente alegre e amiga

Que mesmo já não estando a bordo,

Estarão sempre na minha vida.

Sílvia Gonçalves


3 comentários:

Marta disse...

Bela forma de "eternizar" a tua turma!!!....=D
Também gostava de dizer que a minha turma era unida e valia a pena recordar, no entanto nem toda a gente tem essa sorte... sempre ouve conflitos e muita inveja na minha turma....:(..

Beijinho....:)

Luís Gonçalves Ferreira disse...

Vais sentir tanta falta dessa coesão e dessa conexão de todos se ser só um.

Acredita que sim. Eu pelo menos senti.

Mas a vida não é senão evolução.

Boa sorte para os exames.
(provavelmente irás fazê-los...)

Beijinho

Daniel Silva (Lobinho) disse...

fico sempre tao emocionado nestas coisas... bela foto, sim senhor. bonita homenagem... agora começam os exames nacionais. torço por ti e espero que um dia estejas a postar a tua turma de curso, e que independentemente do teu percurso academico possas sempre ser a pessoa que pelo menos aparentas ser e que tenho a certeza que és.

um beijinho enorme. felicidades para todos... chuif... ai ai...