sábado, 13 de fevereiro de 2010

O nosso momento



Numa noite, dançamos apertados
Passos descompassados,
Era pura paixão.
E, sorrindo,
Fizeste parar o tempo,
Num doce movimento
Que quase me emocionou.

E dançamos pela noite fora
Até a hora de ir embora
Como um real casal.
E tu viste, o meu ser mais profundo
Deste-me a volta ao mundo
E apertaste-me junto a ti.

E as ondas,
Quebraram nessa noite.
O teu corpo dói-te
Por estar tão junto ao meu.
Paraste. Apertaste-me contra o peito
Fizeste de mim teu leito
Mas que momento especial.

E um beijo solta-se de qualquer jeito
Foi um beijo imperfeito
Não era para acontecer.
E assim, calados olhamos a lua
Com a alma toda nua.
Foi o nosso viver.

Sílvia Gonçalves

5 comentários:

Vampira Dea disse...

Gostei daqui , menina.

Mafii disse...

e eu gosto do teu: 'e assim calados olhamos a Lua com a alma nua' gosto mto :D *

Vieira Calado disse...

Um poema de juventude!

Beijoca

Vampira Dea disse...

Lindo!

♥ Dreamer disse...

Que bonito (:

Gostei do blog (;