terça-feira, 17 de novembro de 2009

Rio



Quase que me arriscava
a pisar aquela água lunar,
que por se encontar parada
não parecia afundar.
Foi numa noite de viagem
em que olhei o rio
e toda a restante paisagem
daquele lugar húmido e frio.
Parecia algo irreal
que o vento suavisou,
realçando um ondear
no rio que a noite proporcionou.
Sílvia Gonçalves

1 comentário:

WB disse...

Convido a visitar e a aderir ao N&M.
Abreijos e parabéns pelo seu blogue.